MIMAR - Logo menu 2
MIMAR - Logo menu 3

GMR CANARIAS

  • 24-02-2018 10:52
  • MIMAR
  •   Socios

Descrição da instituição que representa e linhas de trabalho

Gestão do Ambiente Rural das Ilhas Canárias, S.A.U. (GMR Canarias) é uma empresa comercial pública que depende do Ministério da Agricultura, Pecuária, Pesca e Água. Atualmente, é um serviço instrumental e técnico da Administração Pública da Comunidade Autónoma das Ilhas Canárias, conforme reconhecido no Real Decreto 188/2001, de 15 de outubro, que determina o objetivo de servir como instrumento para a execução da política agrícola e pesqueira do Governo das Ilhas Canárias.

A Divisão de Pesca da Divisão de Projetos fornece serviços relacionados à pesca artesanal, aquicultura e gestão costeira, entre os quais o monitoramento e vigilância das Reservas Marinhas de Interesse Pesado de El Hierro e La Graciosa (Lanzarote), a manutenção e tripulação dos navios de inspeção de pesca da Direcção-Geral das Pescas do Governo das Ilhas Canárias, o acompanhamento sanitário das explorações aquícolas, culturas experimentais de aquicultura no mar aberto de mexilhões nas ilhas Canárias, etc.

Ele também tem experiência em projetos financiados pela UE no âmbito dos programas PCTMAC: GESMAR (Programa PCT-MAC 2007-2013) sobre a gestão sustentável dos recursos marinhos na Macaronésia; PLASMAR (Programa MAC 2014-2020) sobre o estabelecimento das bases para a aplicação do Gerenciamento Espacial Marítimo através da aplicação de metodologias científicas robustas. Também no Programa POCTEFEX (2008-2013) com o projeto OMARCOST, com o objetivo de desenvolver uma estratégia para a sustentabilidade ambiental do meio costeiro transfronteiriçoe em projetos convocados pela DGMare: ORFISH cujo objetivo principal é o desenvolvimento de práticas inovadoras de pesca de baixo impacto para embarcações de pequena escala nas regiões ultraperiféricas.

 

Descrição do trabalho que ele realiza no projeto MIMAR.

Em MIMAR, a GMR Canarias participa no desenvolvimento de um protocolo de vigilância, alerta e monitoramento coordenado na região, através da criação de um observatório e da pesquisa destinada a estudar a presença de ciguatoxina em peixes nas diferentes regiões que participam no projeto; bem como na criação de uma Rede de Vigilância da Ciguatera em La Macaronesia, formada como um sistema de coleta de amostras e análise de informações sobre toxinas presentes em peixes de consumo, permitindo a detecção precoce e avaliação de risco.